quarta-feira, maio 22, 2024

Um exemplo da Neste que deveria ser seguido pela Petrobras

A Petrobras, no Brasil, poderia seguir o exemplo da Neste Corporation? Antes de conhecer este exemplo, saiba que a Neste é uma empresa da Finlândia que vem se transformando em uma referência mundial em produção diesel renovável, conhecido também como diesel verde ou biodiesel de segundo geração, superior ao biodiesel de primeira geração.

A Neste Corporation, líder global em soluções renováveis, anunciou hoje (20/12/2023) a conclusão bem-sucedida de um estudo estratégico iniciado em setembro de 2022. Como parte de sua visão de liderar a transição verde, função que deveria ser da Petrobras no Brasil, a empresa agora inicia uma transformação gradual de sua refinaria de petróleo bruto na Finlândia, transformando-a em um centro líder de refino de soluções renováveis e de economia circular.

Decisões de investimento

A transformação planejada ocorrerá em várias fases e exigirá decisões de investimento ao longo da próxima década, com a conclusão prevista para meados da década de 2030. A Neste espera que, após a transformação, a capacidade de produção a longo prazo alcance aproximadamente 3 milhões de toneladas de produtos renováveis e circulares, incluindo diesel renovável, combustível de aviação sustentável, e matérias-primas para a indústria de polímeros e produtos químicos. O investimento total estimado para esse roteiro de transformação é de cerca de 2,5 mil milhões de euros.

A alta direção da Neste já esteve em Brasília, no Brasil, em reunião, com a direção da CNT (Confederação Nacional do Transporte) para entender melhor as necessidades dos transportadores brasileiros de combustíveis renováveis. Leia o artigo sobre esta reunião abaixo:

CNT quer tornar realidade a produção de diesel verde no Brasil

Matti Lehmus, presidente e CEO da Neste, destaca a importância estratégica desta decisão. “A declaração COP28 é um sinal forte para todos nós, e queremos estar na vanguarda da aceleração da transição verde com nossas soluções renováveis e circulares. A transformação a longo prazo da refinaria Porvoo é um elemento-chave em nossa estratégia de crescimento em energias renováveis. Dessa forma, completando a jornada da Neste como fornecedor a fim de soluções 100% renováveis. Isto fortalecerá ainda mais nossa posição no atendimento às necessidades futuras dos nossos clientes.”

Saiba mais:

Estudo de caso diesel renovável usado pela transportadora 18 Trucking

Markku Korvenranta, vice-presidente Executivo da unidade de negócios de Produtos Petrolíferos, expressou entusiasmo. “A procura de combustíveis fósseis está a diminuir nos nossos mercados tradicionais devido à crescente quota de combustíveis renováveis e eletrificação. Estou entusiasmado por iniciar este roteiro de transformação da refinaria de Porvoo para criar proativamente um futuro sustentável para o local. Essa transformação será possível graças às nossas décadas de experiência em refino, conhecimento específico no processamento de matérias-primas desafiadoras e nossos funcionários altamente qualificados.”

Leia também:

Fetranslog 2023: a feira que mostrou as novidades do transporte e logística

A transformação planejada de Porvoo, por certo, contribuirá significativamente para a concretização dos compromissos climáticos da Neste. Certamente, o exemplo deveria ser feito pela Petrobras também no Brasil. O calendário final para a transição do petróleo bruto para matérias-primas renováveis e circulares será determinado posteriormente. Por fim, em linha com a procura real do mercado de combustíveis, o desenvolvimento da legislação e o progresso da transformação.

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui