segunda-feira, maio 20, 2024

Mulheres no transporte: O olhar para o futuro e o exemplo do Grupo Rodonaves

O setor logístico, tradicionalmente dominado por homens, está testemunhando uma mudança significativa com o aumento da participação feminina. Embora o progresso seja gradual, é inegável que as mulheres estão marcando sua presença e moldando o futuro da indústria. No Grupo Rodonaves, uma das líderes do setor no Brasil, os números são reveladores.

Cerca de 16% do quadro geral é composto por mulheres, um reflexo da crescente inclusão feminina no mercado de trabalho. No setor administrativo, as mulheres representam 44% do total, demonstrando sua competência e habilidade em funções gerenciais e operacionais. A liderança feminina também está em ascensão, com 18% dos cargos de liderança ocupados por mulheres, um sinal promissor de que as barreiras estão sendo quebradas.

Leia também:

Campanha “SOS Rio Grande do Sul – Carreta Solidária” em apoio às vítimas das enchentes

No entanto, a representatividade feminina ainda é baixa na operação e entre os motoristas, áreas que tradicionalmente têm menor participação feminina. Reconhecendo essa lacuna, o Grupo Rodonaves está adotando medidas proativas para acelerar a inclusão de mulheres. Uma iniciativa notável é a parceria com a Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte (Fabet), que resultou na formação da primeira turma de mulheres motoristas em 2023. As profissionais integraram-se à equipe, trazendo novas perspectivas e habilidades para o setor.

Novas oportunidades

Com 22 motoristas mulheres ativas e planos para expandir esse número em 2024, o Grupo Rodonaves está liderando pelo exemplo. A empresa planeja abrir duas novas turmas com 24 vagas exclusivas para mulheres, reforçando seu compromisso com a diversidade e a igualdade de oportunidades.

O programa “Frete Solidário” é outro pilar dessa estratégia de inclusão. Anualmente, no aniversário da RTE Rodonaves, parte do lucro é destinada a projetos sociais sob o tema “Mulheres Que Inspiram”. Este programa não apenas celebra as conquistas femininas, mas também investe no potencial das mulheres que buscam oportunidades no setor logístico.

A jornada para uma maior inclusão de mulheres no mercado logístico é longa e desafiadora, mas com iniciativas como essas, o futuro parece promissor. As mulheres estão prontas para assumir seu lugar de direito na indústria, por certo, trazendo consigo uma riqueza de talento, dedicação e inovação. À medida que mais empresas seguem o exemplo do Grupo Rodonaves, podemos esperar uma transformação positiva e duradoura no setor logístico.

Nos siga no LinkedIn:

Sula Miranda
Sula Mirandahttps://www.frotanews.com.br
Conhecida como cantora, Sula Miranda é engajada nas causas do transporte e, por isso, colunista do Frota News. Atua também como, apresentadora de eventos, presença VIP, mestre de cerimônia para eventos corporativos, palestras para profissionais do volante, e campanhas publicitárias para todos os segmentos.
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui