quarta-feira, julho 24, 2024
- Publicidade -

O caminhão vermelho rubi que moldou o futuro da RodoBio

- Publicidade -

Uma experiência marcante no centro de demonstração da Scania Brasil transformou-se no ponto de partida para o sucesso de uma transportadora brasileira. “No centro de demonstração da fábrica tinha um S 730, um caminhão vermelho rubi. Cheguei a tirar foto com ele e nem imaginava que seria a cor da minha frota”, conta Eduardo Vieira, fundador da RodoBio.

“No final daquele mesmo ano, decidi comprar um caminhão seminovo para ingressar com a transportadora. Fiz uma negociação com um parceiro de negócios e, quando fui até o local para retirar o veículo, o caminhão era vermelho rubi. Com esse veículo, resolvemos o problema de um cliente em Jundiaí que tinha um gargalo logístico, captamos o cliente para a Raízen e viramos case de sucesso em logística lá dentro”, orgulha-se Eduardo.

Leia também:

Série Especial Night Edition marca os 5 anos da Geração Titanium de implementos rodoviários da Noma do Brasil

Desde então, vermelho rubi tornou-se um símbolo da RodoBio. “A cor do caminhão virou um reconhecimento da RodoBio”, reforça Eduardo. Além da estética, a empresa se destacou pela excelência operacional. “Crescemos porque entendi um nicho de mercado que não estava sendo bem explorado. Além do etanol, meu foco hoje é atender o mercado ‘food grade’, no transporte de granel líquido de grau alimentício. Levamos produtos como vinhos, sucos, fermentados e bioprodutos do Rio Grande do Sul e Santa Catarina para São Paulo. Entendemos que poderíamos qualificar melhor este mercado, ofertando garantia de segurança, motoristas bem instruídos, certificações, cursos, treinamentos, isso foi se refletindo na nossa operação e começamos a ter e oferecer cada vez mais uma frota alinhada a esse perfil”, detalha o empresário.

Eduardo investiu na aquisição dos Scania Super R 460 em 2023, destacando a eficiência dos veículos. “Fazemos uma média de 3,18 quilômetros por litro com esse modelo na carreta 4 eixos, o que é excelente, sendo principalmente o custo do diesel o maior gargalo do transporte. Então é um modelo que me entrega rentabilidade. Conhecemos outras marcas e sabemos que não chegam a esse resultado, por isso sou defensor da marca e do modelo. Para mim, caminhão é Scania, o resto é veículo de mercado”, destaca Eduardo.

Saiba mais:

Parceria Fabet-SP e Rodonaves: começa 2ª turma de formação de motoristas mulheres

Atualmente, a frota da RodoBio conta com três unidades do Super R 460 e outros 10 veículos Scania, além de um caminhão de valor sentimental. Mas os planos de expansão não param por aí. “Temos o objetivo de buscar mais 10 Super ainda esse ano”, revela o empresário. “Zelamos de ponta a ponta a nossa operação com caminhões. E dentro dessa operação dedicada, eu escolhi a Scania porque acredito ser a marca que atende meus anseios não só como transportador, mas como pessoa que tenta fazer o melhor para o mundo”, conclui Eduardo.

A RodoBio, com sua frota rubi e compromisso com a qualidade, continua a se destacar no mercado, garantindo não apenas o transporte eficiente de produtos, mas também a confiança e satisfação de seus clientes.

Fonte: nova versão do texto “Super 460R: a escolha certa da Rodobio Transportes”, publicado na revista digital Jornada Scania, uma publicação da própria fabricante.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui