segunda-feira, maio 20, 2024

Mercado: em 10 anos, a DAF Brasil já é quase do tamanho da Scania Brasil com 66 anos

A DAF Caminhões Brasil é a fabricante de caminhões mais nova e que mais cresce no Brasil. A marca holandesa, do Grupo PACCAR, é a maior ameaça ao mercado da Scania, pois as características das duas marcas são comparáveis, diferentemente das outras. Lógico que todos os fabricantes de caminhões pesados são concorrentes. No entanto, vamos analisar o histórico dessas duas marcas no Brasil desde a chegada da DAF ao mercado brasileiro, há 10 anos, pois, nos bastidores, para cada venda realizada pela DAF, a possibilidade de Scania não ter sido a opção do comprador cresce com base em números.

No segmento de caminhões pesados, o pior já tem um nível muito alto de tecnologia e qualidade. A competição é ser melhor do que o excelente. E quem faz a escolha é o cliente.

Nos dados do Anuário Brasileiro da Indústria Automotiva 2023, publicado pela Anfavea, baseados em dados oficiais de órgãos do governo federal, mostram que, ano após ano, a DAF só cresce. Tenha crise econômica ou não, tenha pandemia ou não. Já, a Scania vive em uma montanha russa, segundo os números de emplacamentos do Denatran.

Leia também:

Fetranslog 2023: a maior feira de logística do Sul do Brasil

Cada marca, uma história

Vale lembrar que a economia brasileira é uma montanha russa, portanto, todas empresas vivem em altos e baixos. No entanto, as histórias da DAF e do Grupo PACCAR são diferentes de todas as empresas. Isso a faz ser interessante para análise. Da mesma forma, Scania e Volvo são empresas com grande reputação em relação a qualidade dos produtos. No entanto, são suecas com histórias muito diferentes.

Nos primeiros nove meses de 2023, o mercado total de caminhões caiu 15,2%. Em percentual, a DAF Caminhões cresceu 19,6% em vendas, o maior crescimento entre todas as marcas que atuam nos mesmos seguimentos. A Scania caiu menos do que a média, mas caiu 6,7%.

Em volume de vendas, a DAF emplacou 5.895 caminhões até o final de setembro deste ano. Todos os novos entrantes no mercado brasileiro quer 10% da fatia do bolo do mercado. Há marcas que estão há 20 anos no Brasil buscando este percentual.

Segmentação

Separando as marcas que atuam em todos os segmentos, como Volkswagen, Mercedes-Benz e Iveco, a DAF compete diretamente com a Scania, que continua na frente em volume, com 8.240 caminhões emplacados. No entanto, em declínio de 6,7%, e pior, declínio de 58,06% sobre o melhor ano de vendas da Scania no Brasil, que foi 2013 (os números oficiais estão logo abaixo).

Por que a DAF é a maior ameaça para a Scania? Vamos continuar a analisar os números de emplacamentos publicados pela Anfavea nos últimos 10 anos. O comparativo poderia ser também com a Volvo, mas esta, é uma gigante que mantém distância tanto da DAF quanto da Scania. A Volvo é líder em todos os segmentos que atua e tem uma história nobre.

Os fatos e números estão disponíveis para todo mundo ver e conferir. O trabalho deste jornalista é só de análise, por ter saído para comparar o crescimento de todos os competidores com bases em resultados. Foi depois de parar, fazer contas, pensar, analisar, fazer mais contas, que foi possível escrever mostrar a relevância do crescimento da DAF Caminhões.

Leia também:

Fetranslog 2023: a maior feira de logística do Sul do Brasil

De 2014 a 2023

Em 2014, o primeiro ano completo da DAF, após a inauguração da fábrica de Ponta Grossa (PR), a DAF teve 240 emplacamentos registrados pelo Denatran, e a Scania, 14.110 unidades. Há 10 anos, as vendas da DAF representavam 1,7% das vendas da Scania. E em 2023?

Pois é, em 10 anos, a DAF saiu de 1,7% para 71,6% em comparação com a Scania. Alguma dúvida que a DAF vai engolir a Scania? E vale lembrar que a DAF tem só tem 10 anos no Brasil, e a Scania tem 66 anos. Mais ao final deste artigo, vamos apresentar dados dos acionistas de ambas as empresas.

No segmento de semipesados, no qual a Scania atua há 66 anos e possui dezenas de modelos disponíveis, ela emplacou zero caminhão em 2023 e 17 semipesados em 2022.

A DAF, iniciante neste segmento e apenas três modelos, emplacou 565 caminhões em 2023 e 148 em 2022. Abaixo, vamos analisar o total de emplacamentos segundo o Denatran e divulgado pela Anfavea.

Dados de emplacamentos

2015 — DAF: 442 — Scania: 5.214

2016 — DAF: 672 — Scania: 4.238

2017 — DAF: 1.047 — Scania: 5.745

2018 — DAF: 2.343 — Scania 8.631

2019 — DAF: 3.226 — Scania: 12.738

2020 — DAF: 3.831 — Scania: 8.707

2021 — DAF: 5.600 — Scania: 15.604

2022  — DAF: 6.763 — Scania: 13.193

Leia também:

Filme Carga Máxima: Corridas, Caminhões e Noma em muita Ação

Controladores ou holding

A DAF é uma fabricante holandesa que atualmente pertence ao Grupo PACCAR fundado em 1905 e com resultados positivos para os seus acionistas há mais de 80 anos. O Grupo PACCAR é dono de outras marcas, como Kenworth, Peterbilt entre outras. O Grupo PACCAR conta no Brasil com as empresas PACCAR Parts, que foi inovadora com a marca de peças TRP multimarca, depois copiada pelas concorrentes.

A Scania pertence ao Grupo TRATON após muitas disputas judiciais entre os acionistas. Ela foi comprada pela Volkswagen AG por meio de oferta ofensiva de compra de ações, também conhecida como aquisição hostil.

Isso ocorre, sobretudo, quando uma empresa ou grande investidor adquire ações de outra empresa listada na bolsa de valores sem o consentimento da diretoria atuante na empresa-alvo. Essa transação é caracterizada pela falta de negociação entre as diretorias e é uma parte importante do cenário de fusões e aquisições no mundo corporativo.

Resumo da história

A Scania foi formada em 1911 por meio da fusão entre duas empresas suecas: a Vabis, com sede em Södertälje, e a Maskinfabriks-aktiebolaget Scania, com sede em Malmö. Desde então, a empresa tem se concentrado na fabricação de veículos comerciais, especialmente caminhões pesados, ônibus e motores a diesel para veículos pesados e aplicações industriais.

Listagem na Bolsa: a Scania foi listada na bolsa de valores NASDAQ OMX Stockholm de 1996 a 2014. Depois veio aquisição pela Volkswagen AG em 2014, que ademais, adquiriu mais de 90% das ações da Scania e as ações da empresa foram retiradas da bolsa de valores.

Por causa disso, as relações entre suecos e alemães são complexas devido a choque culturais corporativos. Os conselheiros do Grupo Traton, por fim, tem colocado mais suecos na alta gestão da holding para melhorar o relacionamento entre suecos e alemães.

Leia também:

GRUPO BOM JESUS RECEBE OS PRIMEIROS IVECO S-WAY 540 6X4

Nos siga para o LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui