domingo, maio 19, 2024

Marcopolo Busworld 2023: avanços em ônibus sustentáveis

A Busworld é a maior feira de ônibus da Europa e que influencia quase todos os mercados do mundo, inclusive, o Brasil por termos aqui a maior presença de marcas europeias. No entanto, a edição de 2023 desta feira terá a brasileira Marcopolo também como protagonista, que mostrará a sua sinergia global.

O evento da indústria de ônibus reúne fabricantes, fornecedores e operadores de transportes e acontecerá entre os dias 7 e 12 de outubro, em Bruxelas, na Bélgica.

A Marcopolo ocupará um estande de 500 m², no qual apresentará dois projetos inovadores: o Marcopolo G8, a nova geração de ônibus rodoviários da empresa, e um modelo movido a célula de hidrogênio.

O objetivo é destacar os avanços da companhia no setor de mobilidade, enfatizando a combinação do renomado design brasileiro com tecnologia global. Tais características são o resultado da experiência adquirida ao longo dos anos em países como África do Sul, Argentina, Austrália, China, Colômbia, México e, claro, no Brasil.

Leia também:

MERCEDES-BENZ eO500U BRASILEIRO E OUTRO A HIDROGÊNIO SERÃO DESTAQUES NA BUSWORLD 2023 NA EUROPA

Receita de R$ 3 bilhões no primeiro semestre

“Andar de mãos dadas com a Busworld Europa é fundamental para nós, pois nos permite mostrar nossas soluções de mobilidade mais avançadas para o transporte de passageiros, ao mesmo tempo em que fortalecemos nossos relacionamentos com clientes e parceiros de todo o mundo, que tradicionalmente visitam a feira”, comenta André Armaganijan, CEO da Marcopolo.

Além de sua ampla experiência de mercado ao longo de 74 anos de atuação, sendo mais de 60 anos com presença internacional em mais de cem países, certamente, a Marcopolo continua investindo constantemente em inovação, tecnologia e otimização da gestão fabril e de engenharia em todas as suas plantas.

Os números consolidam a força da empresa: no primeiro semestre de 2023, a Marcopolo registrou uma receita líquida consolidada de R$ 3 bilhões, um aumento notável de 43,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Desse total, R$ 378,4 milhões vieram de exportações a partir do Brasil e R$ 770,3 milhões das operações internacionais da empresa. Sem dúvida, nos primeiros seis meses de 2023, foram faturadas 1.105 unidades no exterior, um crescimento significativo de 16,1% em comparação com o ano anterior.

Parceria com empresas chinesas

Para reforçar ainda mais seu compromisso com a qualidade e a sofisticação, a Marcopolo apresentará pela primeira vez na Europa o modelo rodoviário Double Decker Marcopolo Geração 8, um grande sucesso de vendas em 2022 no Brasil e no exterior, com mais de mil unidades comercializadas em apenas dois anos desde seu lançamento.

Outro destaque é o veículo movido a célula de hidrogênio, que foi desenvolvido com base na carroceria do ônibus modelo Audace 1050, produzido na unidade da China. A tecnologia das células de combustível, incluindo as membranas e o acionamento Fuel Cell, é fornecida pela Sinosynergy, enquanto a Allenbus é responsável pelo chassi de célula de combustível do veículo.

O Audace movido a hidrogênio tem PBT de 19 mil kg, capacidade para transportar 53 passageiros e autonomia de até 600 quilômetros. Bem como, motor Danfos, síncrono de ímã permanente, com potência nominal de 143 kw (pico de 235 kw) e torque nominal/pico de 495/720 Nm, duas baterias Fuel Cell Sinosynergy G80-001, de 160 kw, quatro tanques de Hidrogênio do tipo 4, de 700 bar, e sistema de refrigeração a água, com quatro packs de bateria de armazenamento CATL, LiFeO (Lítio Ferro).

Experiência na transição energética

“A demanda por veículos sustentáveis e movidos a combustíveis renováveis já é uma realidade nos principais mercados do mundo. Dessa forma, conduzimos projetos de desenvolvimento de veículos movidos a célula de hidrogênio em diferentes países do mundo, com solução desenvolvida no Brasil, além de modelos produzidos com parceiros asiáticos e na Austrália, além de fornecermos mais de 700 modelos híbridos e elétricos, com chassis de parceiros, que estão em operação em países como México, Costa Rica, Colômbia, Austrália, China, Chile e Argentina”, enfatiza Armaganijan.

O portfólio da Marcopolo é abrangente e inclui modelos urbanos, micro-ônibus, veículos da marca Volare e rodoviários. Assim como soluções em eletromobilidade, como o ônibus 100% elétrico Attivi Integral. Este modelo possui chassi próprio e já está participando de um programa de demonstrações em diversas cidades brasileiras. Entre elas, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Angra dos Reis, entre outras, além dos modelos híbridos.

Leia também:

IVECO BUS APRESENTA SOLUÇÕES DE EMISSÕES ZERO EM BRUXELAS

Parceiros e joint venture

A Marcopolo está expandindo seus negócios em todo o mundo. Eles têm se concentrado em parcerias, inovação e tecnologia. O objetivo deles é adaptar soluções de mobilidade às necessidades de seus clientes e dos mercados em que operam. Sua capacidade produtiva elevada, flexibilidade e a customização de produtos de acordo com as demandas locais e individuais dos clientes são fatores diferenciais.

Na América do Sul, a Marcopolo é líder no segmento e possui operações na Colômbia por meio da Superpolo. É uma joint-venture com o Grupo Fanalca, responsável pelo fornecimento de veículos para a renovação da frota do sistema BRT Transmilenio. Ademais, a região produziu 1.031 ônibus no último ano. Na Argentina, a fábrica da Metalsur, na Província de Santa Fé, produziu 642 unidades em 2022, entre urbanos e rodoviários.

Na América do Norte, a empresa mantém uma fábrica em Monterrey, no México, desde 2000. Eles produzem veículos pequenos, ônibus urbanos convencionais e rodoviários de curto, médio e longo alcance lá. Além disso, neste ano, a Marcopolo, em parceria com a Model 1, apresentou dois modelos de micro-ônibus para o mercado de fretamento norte-americano. São os Grand Executive e Grand Shuttle, os primeiros veículos desse porte produzidos na unidade de Monterrey.

Austrália, China e África do Sul

Na Austrália, a Marcopolo detém a marca Volgren, líder em ônibus para a Oceania, fornecendo cerca de 60% dos ônibus. Com sede em Melbourne e três fábricas, a Volgren registrou 325 unidades produzidas em 2022. Certamente, foi um aumento de 18,2% comparado a 2021, quando fabricou 275 unidades.

Na China, a Marcopolo chegou em 2001. Inicialmente, decerto, por um contrato de transferência de tecnologia para carrocerias de ônibus. A partir de 2005, expandiu-se com um escritório para desenvolver fornecedores, produzindo peças, componentes e carrocerias desmontadas, além de ônibus CKD para exportação. Isso abrange diversos países na Ásia, África e Oceania.

Por fim, a empresa MASA reforça a presença tradicional da Marcopolo no mercado da África do Sul. Neste caso, comparando o primeiro semestre de 2023 com o mesmo período do ano anterior, a operação registrou um aumento de 76,7%, totalizando 159 ônibus.

- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui