segunda-feira, maio 20, 2024

Rota Feminina: impacto social, conexões e desenvolvimento de pessoas para logística

Idealizado por Fernanda Sarreta e Suzana Soncin, em novembro de 2021 nasceu o movimento Rota Feminina .Move, no Estado de São Paulo, conectando profissionais e interessados no ecossistema logístico de todo país, de forma espontânea e voluntária, para contribuir com um meio justo e humanitário, integrando steakholders, promovendo inclusão, equidade social e fortalecendo o S, do ESG (ou ASG).

Os principais pilares do movimento são:  rota jovem, motoristas mulheres, mulheres na logística, mentoria de carreira, herdeiros e liderança feminina, com a finalidade de trazer oportunidades para o público diverso nas organizações, independente de idade, escolaridade ou experiência e, por consequência, aumentar a representatividade da mulher no segmento.

Inclusão de todos

Embora inicialmente o foco esteja nas profissionais mulheres, o que motivou o nascimento do movimento, é ampliar a abrangência propiciando a inclusão de todas as pessoas que tiverem interesse em participar, sejam como apoiadores, mentores, instrutores, patrocinadores com tempo, conhecimento e recursos financeiros.

O requisito para participar é ser profissional ou interessado no segmento da logística. Embarcadores, fornecedores, transportadores e operadores logísticos, também estão convidados.

O movimento já realizou os cursos “Primeiro Emprego na Logística”, “Atualização das Competências Profissionais em Logística”, “Superando a Síndrome da Impostora”, “Metodologias Ágeis aplicados na Logística e Transporte”, participou das lives “A Estrada é Delas”, “Como Lidar com minha (nossa) diversidade?”,  além do Congresso da Mulher Brasileira. Em novembro de 2022 marcará presença na Fenatran, uma das feiras de transporte mais importantes do mundo, co-criando o 1º Fórum de Mulheres na Logística.

A co-fundadora do movimento Rota Feminina.move compartilha “Atualmente a maior representatividade das mulheres no segmento estão no meio da pirâmide organizacional; o Movimento Rota Feminina, que nasceu em Novembro de 2022, atua diretamente na preparação das mulheres para ocupar outras posições dentro da cadeia. A exemplo disso podemos citar Experiência Rota Jovem e o curso Primeiro Emprego na Logística, que impactaram mais de 200 pessoas até julho– ambos com o objetivo de inspirar as novas gerações a ingressarem no setor. Além do programa de mentoria para 40 mulheres que já estão no setor. Nossas próximas ações serão focadas no etarismo e nas mulheres negras.”

Encontros

O Programa de Mentoria Rota Feminina teve seu início marcado no mês de agosto de 2022, com a participação de 12 mentoras, voluntárias e profissionais de carreira, e 44 mentoradas, distribuídas em todo país. O programa de mentoria será composto de quatro encontros, divididos entre conexão, calibrando o intraempreendedorismo, olhando para o mundo e seguindo a jornada, com a definição de metas e próximos passos.

Um dos princípios do Rota Feminina.Move é a neutralidade. Isso significa ser apartidário em questões de natureza política, ideológica ou religiosa, impactando a sociedade com igualdade. O princípio da neutralidade também supõe não incorrer em ações que possam favorecer ou prejudicar parceiros e/ou apoiadores, inexistindo interesse comercial. A neutralidade do Rota está associada a solidariedade, imparcialidade e cooperação.

Ainda o movimento propõe conexões no ecossistema de logística e inovação. Também a expansão da rede de contato dos participantes, ampliação do repertório cultural e de experiências. Além da exposição a novas ideias e formas de pensar. Isso gera oportunidade de desenvolver novas habilidades e conhecimentos. Aliás, exponencializar transformação, empoderar o público diverso na busca da autoconfiança e, por consequência, contribuir para um mundo melhor.

Redes sociais

Com 10 meses de sua fundação, o movimento conta com mais de 40 apoiadores, 12 mentoras e 2.278 seguidores nas redes sociais. Espera que ainda este ano os números cresçam na razão de 15%.

Fernanda Sarreta, co-fundadora do Rota Feminina.Move relata: “Com o movimento, temos nos conectado a muitos bons profissionais. Eles estão na área com conhecimento para agrega, experiência e compartilhar. Ademais, fazem a diferença no mundo, ampliando a rede de relacionamento, que também é um dos objetivos do Rota.”

Para apoiar e participar do movimento, contribuindo com o crescimento da estatística. Enfim, basta entrar em contado por meio do endereço eletrônico contato@rotafemininamove.com.br ou nas redes sociais identificadas por rotafeminina.move. 

Por Deborah Cardoso Corrêa

- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui