sábado, maio 25, 2024

Dupla direção, dupla eficiência: o novo caminhão de Bombeiros

Não é foto montagem com IA e nem “fake news”. O desenvolvimento de um caminhão de bombeiro com dupla direção, ou seja, com cabines para direção para os dois sentidos é real e faz sentido. Proponho entendermos este projeto desenvolvido por uma empresa austríaca para os bombeiros da China.

No universo das ferramentas de trabalho, os caminhões se destacam pela sua versatilidade, adaptando-se a incontáveis aplicações. Desde cavalos mecânicos 4×2  até chassi com 16 eixos com tração em todas as rodas, as opções são vastas. E, se não houver uma solução pronta, ela é criada sob medida.

O mercado chinês, conhecido por sua agilidade em resolver demandas específicas e criar variantes únicas de caminhões, ainda encontra desafios que requerem a especialização internacional. É neste contexto que a EMPL Fahrzeugwerk, uma empresa austríaca especializada em modificações de veículos, se destaca.

Leia também:

Série Especial Night Edition marca os 5 anos da Geração Titanium de implementos rodoviários da Noma do Brasil

Recentemente, a EMPL desenvolveu um caminhão sob encomenda para uma empresa chinesa que redefine a concepção tradicional desses veículos. Baseado num modelo MAN TGM 18.320, o TLF 2000 DoubleHead não é apenas um caminhão de combate a incêndios, mas uma inovação que promete revolucionar a maneira como os incêndios são combatidos em áreas de difícil acesso.

dupla direção
Projeto desenvolvido em parceria de empresas da Áustria e da China

Isso mesmo, o caminhão de bombeiro, em uma emergência, não pode perder tempo em manobras ou marcha a ré lentas, pois o menor tempo no deslocamento pode salvar vidas.

Com um motor de 6,9 litros e 320 HP, o TLF 2000 DoubleHead possui uma característica distintiva: três cabines. Duas cabines estão posicionadas na frente e uma atrás, permitindo que o caminhão seja operado em ambos os sentidos sem dificuldades. Esta característica única facilita a mobilidade em ruas estreitas e túneis, áreas onde veículos convencionais encontram limitações.

O projeto do chassi acomoda não apenas as três cabines, mas também um sistema de combate a incêndios completo. O veículo possui, entre as cabines, uma caixa d’água de 2.000 litros, dois tanques de espuma de 200 litros cada, uma bomba d’água específica para a extinção de incêndios e um sistema que lança água ou espuma ao redor do caminhão para proteger a tripulação.

Saiba mais:

Volvo e Renault vão lançar marca de vans elétricas + outras notícias

Além de possuir recursos de combate a incêndios, o caminhão também vem equipado com um gerador elétrico de 25 kVA e um mastro de iluminação de 6 metros, o que proporciona autonomia e visibilidade durante as operações. Um sistema de câmeras com cobertura de 360 graus garante uma visão completa do entorno, facilitando as manobras.

A flexibilidade na configuração das cabines permite adaptar o espaço conforme as necessidades da equipe de bombeiros, podendo acomodar até oito tripulantes. Esse caminhão não é apenas uma ferramenta de trabalho; ele é uma solução inovadora para combater incêndios em cenários desafiadores, como vilas com ruas estreitas e túneis, onde a mobilidade é crucial. O desastre do túnel do Monte Branco em 1999, que resultou na perda de 39 vidas, sublinha a importância de veículos como o TLF 2000 DoubleHead no arsenal de combate a incêndios.

Esta colaboração entre a EMPL Fahrzeugwerk da Áustria e uma empresa chinesa não apenas destaca a importância da inovação técnica no combate a incêndios. Certamente, ela exemplifica como se pode mobilizar a experiência internacional para criar soluções que atendam às necessidades específicas de diferentes regiões do mundo. O TLF 2000 DoubleHead é um testemunho do potencial da cooperação internacional e da engenharia inovadora para melhorar a segurança e a eficácia no combate a incêndios urbanos e em infraestruturas críticas.

Nos siga no LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui