segunda-feira, maio 20, 2024

Capacidade de carga em empilhadeiras: um pilar fundamental para segurança na logística

Empilhadeiras desempenham um papel vital na gestão eficiente de mercadorias em armazéns, depósitos, atacadões e centros de distribuição. Sua capacidade de carga é um fator crítico que não apenas influencia a produtividade, mas também assegura a segurança dos operadores e a preservação das mercadorias. Nesta reportagem, exploraremos a importância da capacidade de carga, as normas regulatórias essenciais e as tendências inovadoras no desenvolvimento desses equipamentos.

Normas e regulamentações desempenham um papel fundamental na garantia da segurança nas operações com empilhadeiras. No Brasil, a norma ABNT NBR 16.100 estabelece requisitos de segurança, incluindo limites para a capacidade de carga. A NR-11, por sua vez, trata especificamente da segurança no transporte, manuseio e armazenamento de materiais, enfatizando a importância da capacidade de carga adequada.

A capacidade de carga de uma empilhadeira depende de vários fatores, como o tipo, o modelo, o centro de gravidade, a altura de elevação e a velocidade de operação.

Existem diferentes tipos de empilhadeiras, cada uma com suas características e capacidades de carga.

Alguns tipos de empilhadeiras

— Empilhadeira manual: é um equipamento simples e de baixo custo, que funciona com o esforço humano. Ela pode suportar cargas de 500 kg, 1000 kg ou 1500 kg, com elevação variando entre 1.000 e 1.600 mm.

— Empilhadeira elétrica: é um equipamento que funciona com baterias recarregáveis, que oferecem maior autonomia e menor emissão de poluentes. Ela pode suportar cargas de até 5.000 kg, com elevação de até 12 metros.

— Empilhadeira a gás: é um equipamento que funciona com gás liquefeito de petróleo (GLP), que proporciona maior potência e desempenho. Ela pode suportar cargas de até 7.000 kg, com elevação de até 7 metros.

— Empilhadeira a diesel: é um equipamento que funciona com combustível diesel, que garante maior força e resistência. Ela pode suportar cargas de até 45.000 kg, com elevação de até 16 metros.

Mais sobre segurança:

Fabet-SP abre inscrições para 1ª edição do curso Gestão em Segurança de Transporte de 2024

Para saber a capacidade nominal de uma empilhadeira, por certo, é necessário consultar a placa de dados, que fica próxima ao painel. Nela, ademais, você pode encontrar a capacidade padrão, o centro de gravidade, o peso e a altura máxima de elevação da carga. A capacidade nominal é a interseção entre o peso e a altura da carga no gráfico da empilhadeira.

O uso inadequado de empilhadeiras pode acarretar riscos significativos, certamente, desde acidentes com operadores até danos às mercadorias, equipamento e em outros colaboradores. Por outro lado, uma capacidade adequada é beneficial com aumento da produtividade, redução de custos operacionais e melhoria da segurança.

Nos siga no LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui