segunda-feira, junho 24, 2024

Volvo inicia validação de ônibus biarticulados 100% elétricos no Brasil

Equipado com dois motores elétricos de 200 kW cada, totalizando 400 kW (equivalente a
540 cv), e uma caixa de câmbio automatizada de duas velocidades, baseada na
transmissão Volvo I-Shift, o ônibus biarticulados 100% elétricos oferece elevada capacidade
para vencer aclives transportando até 250 passageiros
com menos vibração e maior vida útil

A Volvo iniciará um programa de validação de ônibus biarticulados 100% elétricos na América Latina. A atividade, inédita na região, terá início em Curitiba (PR), onde atualmente está localizada a sede das operações da marca no continente. Após os testes iniciais no Brasil, testarão os veículos também em Bogotá, na Colômbia, e na Cidade do México.

Os biarticulados elétricos, com zero emissões de CO₂, são mais uma alternativa para grandes metrópoles que possuem ou planejam implementar sistemas BRT (Bus Rapid Transit). Como resultado, esses veículos prometem aumentar a eficiência e a descarbonização no transporte de passageiros, oferecendo uma alternativa sustentável aos tradicionais ônibus a diesel.

Leia também:

Viação Gato Preto testa tecnologia que usa hidrogênio para reduzir consumo e emissões

O chassi biarticulado elétrico é o maior veículo do portfólio de elétricos da Volvo, o que lhe confere alta eficiência no transporte de massa. “Um BRT com estes veículos consegue transportar a mesma quantidade de passageiros que um sistema de metrô, mas com custos de implantação e operação infinitamente menores e com zero emissões”, afirmou André Marques, presidente da Volvo Buses América Latina. Quando lançado comercialmente, o chassi será produzido no complexo industrial da Volvo em Curitiba, podendo ser exportado para diversos países com sistemas BRT.

Chassi consagrado

Mantendo as características dos modelos a diesel, o biarticulado elétrico utiliza o mesmo quadro de chassi, eixos e suspensão, mas agora com um trem de força elétrico do Grupo Volvo. O motor elétrico, posicionado entre o primeiro e o segundo eixos, garante uma melhor distribuição de carga e viabiliza carrocerias com salões completamente livres para os passageiros. Em carrocerias de 28 metros, a capacidade de transporte é de até 250 passageiros. “Estamos conciliando a base mecânica consagrada há anos em nossos biarticulados a diesel com a mais moderna tecnologia de ônibus elétricos Volvo”, destacou assim, Alexandre Selski, diretor de eletromobilidade ônibus da Volvo na América Latina.

ônibus articulado 100% elétrico
André Marques, presidente da Volvo Buses América Latina, e Alexandre Selski, diretor de eletromobilidade ônibus da Volvo na América Latina

Equipado com dois motores elétricos de 200 kW cada, totalizando 400 kW (equivalente a 540 cv), e uma caixa de câmbio automatizada de duas velocidades, baseada na transmissão Volvo I-Shift, o biarticulado elétrico oferece elevada capacidade para vencer aclives transportando até 250 passageiros com menos vibração, ruído e maior vida útil.

Com até oito baterias, somando 720 kWh de capacidade total, o veículo tem uma autonomia de até 250 quilômetros e pode ser recarregado completamente entre 2 e 4 horas. Há também a opção de carregador no teto para recargas rápidas em terminais BRT.

Saiba mais:

Volvo Trucks adota HVO, Hitech Electric tem ação de estreia e Iveco Bus vence com ônibus a hidrogênio

A eletrificação do biarticulado representa um avanço significativo na evolução dos sistemas BRT. “Desde o início, o biarticulado Volvo sempre trouxe alta eficiência, transportando mais passageiros com menos emissões. Agora, com veículos 100% elétricos, vamos zerar completamente os gases de efeito estufa”, explicou Alexandre Selski.

Introduzido pela Volvo há mais de 30 anos, o conceito de ônibus biarticulados evoluiu continuamente. Além disso, é adotado em dezenas de cidades na América Latina, como Curitiba, Bogotá, Rio de Janeiro, Goiânia, Santo Domingo, San Salvador, Quito, Cidade do México, Cidade da Guatemala, Guayaquil, Manaus, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Cali, Bucaramanga e Santiago.

A Volvo tem metas ambiciosas de reduzir em 50% os gases de efeito estufa em seus veículos até 2030 e em 100% até 2040. Afinal, os ônibus elétricos desempenham um papel crucial nessa jornada de descarbonização. “Com a validação da versão elétrica do nosso biarticulado, estamos fortalecendo nosso compromisso com soluções para um transporte 100% mais seguro, eficiente e livre de CO₂”, concluiu André Marques.

Nos siga no LinkedIn!

- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui