quarta-feira, julho 24, 2024
- Publicidade -

Volvo 100% elétrico começa a operar regularmente em Curitiba

- Publicidade -

Após uma bem-sucedida fase de testes, a Viação Redentor, um dos operadores do sistema de transporte urbano de Curitiba, adquiriu o Volvo BZL Elétrico para operar regularmente na capital do Paraná. Além do modelo da Volvo, a Prefeitura de Curitiba testou os modelos integral da Marcopolo, Mercedes-Benz, BYD e Higer.

“Testes conduzidos pela Urbs, o órgão gestor da prefeitura para o sistema de transporte público local, mostraram as virtudes do Volvo BZL Elétrico. Grande eficiência energética, inexistência de ruído, baixíssimo nível de vibração, muito conforto e segurança para os passageiros e motoristas foram os principais destaques”, afirma Alexandre Selski, diretor de eletromobilidade em ônibus da Volvo. A marca é uma das maiores fabricantes de veículos comerciais elétricos do mundo e já soma mais de cinco mil ônibus eletrificados em circulação em vários continentes.

Leia também:

DORTECH CONNECT 2024: Engenharia Colaborativa e Sustentabilidade em Foco

Com o recente lançamento da Scania, os transportadores de passageiros passaram a contar com nove marcas de ônibus elétricos: Scania, Volvo, Volkswagen, Mercedes-Benz, Marcopolo, Eletra, Ankai, BYD e Higer.

O BZL

O Volvo BZL Elétrico de Curitiba é equipado com quatro baterias de íons-lítio de 94 kWh e movido por um motor elétrico de 200 kW (272 cv) e 425 Nm de torque. A caixa de câmbio e o motor estão acoplados ao eixo de transmissão, o que garante mais robustez e alta disponibilidade. Além disso, o sistema de refrigeração das baterias é independente, proporcionando mais segurança e facilidade na operação e manutenção.

Com piso baixo e capacidade para 80 passageiros, o ônibus tem autonomia para até 300 quilômetros, podendo rodar durante todo o dia e recarregar as baterias na garagem do operador à noite.

Saiba mais:

CBA e SENAI ISI: parceria para produção de baterias de íons-lítio no Brasil

Cooperação técnica

O início da operação regular do ônibus elétrico é mais um capítulo na longa história de cooperação técnica entre a Volvo, os operadores e Curitiba, cidade reconhecida por adotar soluções inovadoras para a mobilidade urbana. O município é signatário do Acordo de Paris e tem a meta de zerar as emissões de 33% de sua frota até 2030 e 100% até 2050.

A Volvo também tem as metas globais. “Temos a meta de reduzir em 50% os gases de efeito estufa em nossos veículos até 2030, e em 100% até 2040”, declara André Marques, presidente da Volvo Buses na América Latina.

Desde que instalou sua fábrica em Curitiba, no final dos anos 1970, a Volvo tem contribuído com projetos de veículos que permitiram grande modernização no transporte de passageiros da capital paranaense. O melhor exemplo são os ônibus biarticulados. Introduzidos na cidade há mais de três décadas, trouxeram alta eficiência, qualidade e segurança no deslocamento de pessoas. A partir da experiência bem-sucedida em Curitiba, o conceito foi implantado em diversas outras metrópoles, rendendo à Volvo a liderança em sistemas BRT. Recentemente, a marca anunciou que a partir de agosto inicia testes com seu primeiro biarticulado elétrico na cidade.

Nos siga no LinkedIn!

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui