domingo, maio 19, 2024

Transcorp reforça frota em Ribeirão Preto com 76 novos ônibus Volksbus

A Transcorp Transportes Coletivos, empresa do grupo Weipar, deu um passo para aprimorar seus serviços de transporte urbano em Ribeirão Preto–SP ao incorporar à sua frota 76 novos ônibus Volksbus, ainda movidos por diesel fóssil, mas com tecnologia Proconve P8, superior a Euro 6.

Com um investimento total aproximado de R$ 27 milhões, essa aquisição representa uma busca para elevar a qualidade do transporte público na cidade.

Apoiador Frota News Green Fuel

Viação Gato Preto testa tecnologia que usa hidrogênio para reduzir consumo e emissões

Segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), a indústria de ônibus contam com seis fabricantes de ônibus movidos a diesel.

No segmento do Volksbus 17.230, só temos dois fabricantes, portanto, o empresário brasileiro não conta com muitas opções.

Este é o motivo que os empresários de transporte público de passageiros querem muito a evolução de ônibus elétricos.

E eles têm razão

Eles vivem há muitas décadas com dois fornecedores de ônibus para os modelos padrão a diesel. A indústria de ônibus elétrico já conta com 7 fornecedores: Eletra, Marcopolo Attivi Integral, Volvo, BYD, Higer e mais atrasada, a Volkswagen Caminhões e Ônibus. Mas tem outra mais atrasada, a Scania que não acredita sobre eletromobilidade para o Brasil.

Isso vai mudar o futuro em breve

Veja os números da Carta da Anfavea. Há motivo de orgulho sobre o modelo 17.230 com suspensão pneumática. Por quê? A VWCO sabe fabricar ônibus com suspensão pneumática, câmbio automático e motor traseiro. A Volkswagen precisa é que os compradores valorizem essas tecnologias.

Só nesses últimos anos que as empresas estão investindo em ônibus com mais tecnologia. Geralmente, elas compram os mais baratos. Nos meus 37 anos de jornalismo, eu sou testemunha da vergonha que a Volvo teve para lançar um ônibus com motor dianteiro.

Converso com motoristas de ônibus em todas as oportunidades. Sabem por que os motoristas perdem a audição do ouvido direito? Pesquisei sobre isso. Quando o motor é traseiro, o passageiro se senta atrás, fica poucos minutos no ônibus. O motorista fica muitas horas e por anos. Veja como a relação de problemas de saúde dos motoristas com a tecnologia dos ônibus.

Todos os ônibus precisam ter suspensão pneumática, câmbio automatizado, motor traseiro e ar-condicionado. Se eu fosse deputado federal, estadual ou vereador, eu criaria leis tornando essas tecnologias obrigatórias.

Leia mais:

Newsletter Frota News: Edição 39 com os principais temas de março

Além disso, aceitação de pagamento da passagem por celular. Esses são os critérios do padrão de ônibus na Europa e em muitos países do mundo. Por que não pode ser no Brasil?

A fabricante Caio foi responsável por encarroçar esses modernos veículos, já integrados à frota da empresa.

A Transcorp opera em 52 linhas na cidade do agronegócio, atendendo a uma demanda diária de mais de 75.000 passageiros. Com a chegada desses ônibus, os padrões de conforto e segurança para os usuários do transporte público local serão elevados ainda mais.

Ainda não é o ideal de hoje, mas é melhor do que o ontem. Sidney Silva, consultor comercial da Volkswagen Caminhões e Ônibus, também destacou a importância desse negócio.

“Este é um dos maiores lotes de veículos equipados com a tecnologia Euro 6 já vendidos. Por mais de três décadas, temos orgulhosamente fornecido soluções robustas e confiáveis para o mercado automotivo, e continuamos comprometidos em oferecer o que há de melhor em termos de tecnologia e desempenho.”

Nos siga no LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui