quarta-feira, julho 24, 2024
- Publicidade -

Novo Iveco eDaily e uma análise do segmento entre 3,5 e 7,2 toneladas

- Publicidade -

As vendas de caminhões e furgões elétricos no Brasil ainda não fazem volumes que justifiquem a produção local. No entanto, o País conta com frotistas que estão investindo na transição energética e buscam veículos modernos e confiáveis. Com foco neste público é que a Iveco Brasil lançou a linha Iveco eDaily, no momento, com três modelos: furgão eDaily 4.2 e os chassi-cabine eDaily 4.2 e eDaily 7.2. Para efeitos legais, esses modelos, por terem PBT acima de 3.500 kg, são registrados como caminhões. Mais abaixo vamos falar do segmento de furgões até este PBT. Inicialmente, eles são importados da Itália, mas foram testados e tropicalizados para o Brasil.

Segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), o primeiro registro de caminhões elétricos no Brasil foi em 2013,  apenas uma unidade. No ano passado, o número foi de 379 unidades, a maioria importada.

Investimento, concorrentes e preços

A Iveco começa atuar em segmentos que os frotistas não contavam com opções no mercado, já que apenas uma marca oferecia produtos. Na categoria de 4,2 toneladas de PBT, o único concorrente é o chassi-cabine JAC E-JV CC Plus (R$ 498.900), e no segmento de 7,2 toneladas, o JAC iEV1200T (R$ 514.497). As outras opções do mercado são furgões menores ou caminhões maiores, a partir de 9 toneladas de PBT. No final do ano passado, a BYD Brasil lançou o caminhão eT5 7 200. Apesar do nome sugerir que se trata de um caminhão para 7.200 toneladas, ele tem o PBT de 6.700 kg.

O preço inicial será de R$ 549 mil, incluindo o carregador “Cabo”, o mais básico. O valor é maior do que o dos concorrentes citados acima. No entanto, os frotistas não analisam o valor do investimento inicial, mas o TCO (total custo de operação) e o TCP (total custo de propriedade). Em resumo, enquanto o TCO se concentra nos gastos diários para manter a frota em movimento, e o TCP abrange todos os custos ao longo do ciclo de vida dos veículos, desde a compra até a eventual substituição ou venda. Em veículos elétricos, a redução do TCO pode chegar a 70%, desde que o produto tenha qualidade e uma boa rede de assistência técnica. Já o TCP ainda é ainda pouco conhecido no mundo, pois ainda o mercado de segunda mão sofre bastante rejeição.

Em veículo comercial, o investimento inicial deve ser pago pelos resultados do veículo ainda nas mãos do primeiro proprietário, o que é possível, já que um veículo elétrico pode durar muito mais do que um a combustão. Os compradores de seminovos e usados temem o custo de uma eventual necessidade de substituição das baterias, o que pode custar o mesmo valor do veículo usado.

Inicialmente, a venda do eDaily será restrita às regiões metropolitanas de São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG), exatamente, porque é necessário o acompanhamento de perto pelo fabricante. Futuramente, as vendas serão estendidas às demais cidades.

eDaily
Na foto acima, um exemplo de cliente que investe em furgão elétrico; na foto abaixo, O eDaily foi coroado Caminhão Sustentável do Ano 2024 por sua sustentabilidade e estatura icônica comprovada

O valor de investimento de R$ 100 milhões da Iveco Brasil já demonstra o maior  diferencial da marca em relação aos importadores de veículos comerciais. Este valor será utilizado entre este ano e até 2026 e é um acréscimo aos R$ 1 bilhões que a marca já havia para o ciclo de 2022-2025 para atualização as linhas de caminhões e ônibus atenderem a norma Proconve L7/P8 (Euro 6), lançamento do pesado S-Way e os modelos movidos a gás S-Way NG e Tector NG. Os novos R$ 100 milhões são exclusivamente para o desenvolvimento e comercialização do portfólio de veículos elétricos.

Marcio Querichelli, presidente da Iveco na América Latina, enfatizou a importância do lançamento do eDaily como um marco significativo na trajetória da empresa rumo a um futuro mais sustentável. “Com o eDaily, ofereceremos aos nossos clientes uma solução de transporte confiável, eficiente e ecologicamente consciente, com a qualidade e a robustez características da linha. É o Daily, só que elétrico”, destacou Querichelli. Ele acrescentou que o desenvolvimento do portfólio verde da Iveco está alinhado com a matriz energética limpa do Brasil e os pilares de sustentabilidade do Iveco Group, especialmente no que se refere à redução da emissão de poluentes. O executivo lembrou que 80% da energia produzida não Brasil vem fontes limpas, diferentemente da Europa, continente que tem apenas 20% da energia limpa.

Testes e conectividade

Antes de ser lançado no mercado, o eDaily passou por rigorosos testes e validações na Europa por mais de 10 anos, e no Brasil, incluindo testes de durabilidade em condições reais de uso urbano, intermunicipal e rodoviário. Na Europa, a Iveco já comercializou mais de 1.500 unidades do eDaily.

O veículo possui uma plataforma de chassi modular, disponível nas versões chassi-cabine e furgão. Sua tração traseira e baterias escaláveis permitem um alcance máximo de até 300 km. A potência vai de 100 kW (136 cv) a 140 kW (193 cv).

O eDaily oferece três modos de condução – Natural, Power e Eco – permitindo ao motorista otimizar o desempenho conforme as necessidades da operação, equilibrando desempenho e economia de energia. Este controle pode ser feito pelo motorista no painel do veículo ou à distância pelo gestor da frota, utilizando o aplicativo de celular Iveco On.

Carlos Fraga, diretor de Marketing e Desenvolvimento de Rede da IVECO para a América Latina, ressaltou que o eDaily define novos padrões de desempenho e praticidade, atendendo às demandas do mercado por veículos comerciais elétricos e oferecendo um pacote adaptável para diversas necessidades, como o e-commerce.

Bernardo Brandão, diretor-geral de Peças e Serviços da IVECO para a América Latina, explicou que a solução da Iveco envolve um monitoramento contínuo do tempo de atividade do modelo, permitindo um planejamento eficiente da manutenção. “Com os pacotes de telemetria e planos de manutenção para o eDaily, a gestão de frotas alcança um novo patamar de eficiência e confiabilidade. Além disso, preparamos a rede para proporcionar um atendimento personalizado, com investimentos em estrutura física, treinamento e estoque de peças”, afirmou Brandão.

Conforme o diretor de pós-vendas da marca, o modelo elétrico promete uma redução de custos de até 65% em comparação com a versão a diesel. “Os intervalos de manutenção são até duas vezes maiores do que os do Daily com motor a combustão. Além disso, o veículo conta com um plano de manutenção de 60 meses,” afirmou o executivo.

Baterias e carregadores

Com o eDaily, a Iveco apresentou a linha de carregadores Nexpro, que inclui o carregador portátil “Cabo”, o carregador de parede “Wallbox” e o carregador rápido “Fast Charger”. O lançamento comercial será em breve, quando a empresa divulgará os preços. No entanto, Bernardo Brandão adiantou que terão preços competitivos e poderão ser utilizados para carregar qualquer outro modelo que atenda as especificações de conexão e potência.

O eDaily vem equipado com uma tomada de carregamento frontal, que possibilita o uso de carregadores AC off board, transformando corrente alternada em corrente contínua para alimentar a bateria do veículo. Isso possibilita o carregamento em tomadas comuns Nível 1. Neste tipo, o mais simples, o carregamento de cada bateria (pode ser de uma a três), o tempo de recarga é de 8 horas, considerando que a rede pública de energia elétrica e a do imóvel estejam funcionando perfeitamente conforme as normas, como a ABNT 5410 para instalações elétricas de baixa tensão, entre outras.

Conforme a operação, o cliente poderá escolher os modelos com uma, duas ou três baterias. Cada bateria pesa 270 kg e autonomia de até 100 km. Portanto, com três baterias, a autonomia pode chegar a 300 km, mas também com mais peso em ordem de marcha e menos capacidade de carga útil. Por isso, a avaliação da operação e da rota é muito importante antes da decisão de compra.

Vale lembrar que muitas variações alteram a autonomia da bateria, como modo de condução, peso, ar-condicionado ligado, topografia e condições ambientais (calor ou frio extremos), entre outros. Um teste na rota que o veículo for trabalhar é importante antes de decidir a quantidade de baterias. No caso do Iveco eDaily, caso o cliente decida por uma ou duas baterias, ele poderá fazer o acréscimo d e mais uma se achar necessário ou mudança do tipo de operação.

Segundo Carlos Fraga, a durabilidade da bateria é de 2.500 ciclos ou recarga. Ou seja, se ela for recarregada todos os dias, ela vai durar 6,8 anos. No entanto, a experiência mostra que, dependendo da operação, a recarga no ocorre todos os dias, e assim, a durabilidade pode chegar a 10 anos. No caso da eDaily, a garantia é 100.000 km para o modelo com uma bateria e de 200.000 km com duas ou três baterias.

Com essas inovações, o eDaily promete liderar a revolução da mobilidade elétrica urbana, oferecendo uma redução de 70% no custo da manutenção preventiva em comparação com o modelo a diesel.

Furgão para a CNH B

Pela legislação atual, os furgões e chassi-cabine com PBT a partir de 3.501 kg só podem ser conduzidos por motoristas com CNH C ou superior. No entanto, como ocorreu na Europa, a legislação vem se adequando as necessidades da sociedade atual, principalmente, para incentivar os cidadãos a se interessarem pela transição energética.

No Brasil já há alguns incentivos, como a redução do valor do IPVA e da restrição de circulação pelo rodízio em algumas cidades. No entanto, a Iveco está tentando junto aos órgãos federais em Brasília para que a condução de veículos elétricos com mais de 3.500 kg de PBT possam ser conduzidos por condutores com CNH B.

Caso isso não ocorra, a Iveco já tem o plano B: fazer uma nova homologação dos modelos de 4.200 kg de PBT para 3.500 kg. Essa estratégia foi utilizada por muitas montadoras, como exemplo, pela Ford para viabilizar as vendas da picape F-250, pela Citroën e Peugeot para os furgões, pela Volkswagen Caminhões para lançar o Delivery Express, entre outras.

Nos siga no LinkedIn!

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui