segunda-feira, maio 20, 2024

KIA BRASIL CHEGA AOS 30 ANOS COM 450.000 VEÍCULOS ENTREGUES AOS CLIENTES

Reportagem: André Santos – Fotos: Divulgação

Itu (SP) — Kia Brasil comemora três décadas sem parar no país. Tudo começou em 1992, quando abriram as portas para importar carros sul-coreanos. Desde então, 450.000 carros da Kia encontraram seus donos no Brasil. Para marcar a data, a cliente número 450.000, Lina Monetta Silva, ganhou de presente um pacote de revisões e o primeiro certificado de compensação de emissões de carbono, valendo para até 160.000 km rodados em seu Kia Niro.

E não para por aí. A Kia Brasil decidiu estender essa compensação de emissões de carbono para todos os novos compradores do Niro HEV até o final do ano.

Nos siga no LinkedIn!

Kia Brasil

Resiliência é a Palavra-chave

José Luiz Gandini, o presidente da importadora, lembra que esses 30 anos foram cheios de altos e baixos. Momentos difíceis com medidas do governo e instabilidades econômicas. Mas a Kia Brasil sempre seguiu firme.

José Luiz Gandini, presidente da Kia Brasil, ao lado do logo adotado a partir de 2021

A Kia Brasil é conhecida por inovar. Desde mudar o nome do Best A para Besta, que virou sinônimo de van no Brasil, até lançar modelos híbridos (combustão e elétrico) como o Niro, Sportage e Stonic. Isso sem esquecer do SUV Sportage 4×4 Diesel e do merchandising em novelas.

Dos 450.000 carros vendidos, os mais queridos são os modelos mais vendidos: Sportage (106 mil), Cerato (71 mil), chassi-cabine Bongo K2500 (62 mil), Besta (58 mil) e Picanto (42 mil).

Por ter tido forte vínculo com veículos comerciais, no início de suas operações, a Kia Brasil sempre privilegiou seu centro de distribuição de peças e de componentes. “Desde sempre, cuidamos dos clientes de veículos comerciais, porque autônomos e frotistas não podiam – e nem podem – ficar com seus utilitários parados por falta de peças e de componentes. Essa cultura na empresa foi mantida também quando a Kia passou a comercializar mais carros de passeio”, enfatiza Gandini.

Expansão e Tecnologia

Em 2016, o Grupo Gandini iniciou a construção de centro tecnológico veicular no município de Salto, no interior de São Paulo.

Com investimento total da ordem de R$ 55 milhões, o Gandini Centro Tecnológico entrou em operação em setembro de 2019.

Gandini Centro Tecnológico em Salto

Reconhecido pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), decerto, o laboratório realiza testes de emissões de gases de escapamento (NBR 6601), consumo de combustível (NBR 7024), emissões evaporativas (NBR 11481), análise de aldeídos (NBR 12026), análise de álcool não queimado (NBR 15598), medição de opacidade (NBR 130370) e veículos rodoviários híbridos leves (NBR 16567), entre outros.

O Gandini Centro Tecnológico possui sistema AVL para análise de emissões Otto / Diesel, incluindo contagem de partículas. Certamente, integra a relação de equipamentos duas modernas câmaras SHED VT com volume variável, para medição de emissões evaporativas em veículos leves, permitindo a realização de ensaios de homologação tanto para o Brasil quanto para o Mercosul. Trata-se do único laboratório independente no Brasil equipado com dinamômetro 4X4, combinado com tecnologia para testar veículos híbridos e elétricos.

O Grupo Gandini, ademais, foi além das fronteiras, sendo distribuidor oficial no Uruguai e fabricando o comercial leve Bongo K2500 em Montevidéu. E o Gandini Centro Tecnológico, com um investimento de R$ 55 milhões, faz testes de emissões e é referência no Brasil.

Rumo à Eletrificação

A Kia Brasil, enfim, não para! Com a visão global da Kia Corp., já lançou o EV6 e o Stonic MHEV. Em 2024, a empresa vai lançar os primeiros modelos 100% elétricos no Brasil, o SUV EV9 e o Niro EV, por fim, já estão chegando no Brasil para homologação.

Leia também:

- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui