sábado, maio 25, 2024

BYD vai produzir nove modelos de caminhões elétricos em Camaçari (BA)

A fabricante chinesa de veículos elétricos BYD Brasil produzirá nove modelos diferentes de caminhões movidos a bateria na sua nova unidade industrial em Camaçari (BA), Segundo Alexandre Baldy, Conselheiro da BYD. A cerimônia de lançamento da pedra fundamental realizada nesta segunda-feira (9).

Em um marco para a indústria de veículos elétricos, a BYD, uma das principais fabricantes globais nesse segmento, comemorou recentemente a produção de seu carro elétrico de número 5 milhões. O feito é ainda mais notável quando observamos o rápido ritmo de crescimento da empresa chinesa, que levou 13 anos para fabricar o seu primeiro carro elétrico e apenas 9 meses para alcançar a marca dos 5 milhões.

A história da BYD começou há quase três décadas, quando a empresa foi fundada. Desde então, ela se tornou uma gigante da indústria automotiva, com mais de 600.000 funcionários em sua força de trabalho. Dentre esses colaboradores, impressionantes 90 mil são engenheiros que se dedicam ao setor de veículos eletrificados, contando com o suporte de 11 institutos de pesquisa.

Um dos principais segredos por trás do rápido crescimento da BYD é a sua dominação das principais tecnologias envolvidas na cadeia industrial de veículos eletrificados. Assim como, a empresa é reconhecida por sua especialização em baterias, motores elétricos e controles eletrônicos.

A presença global da BYD é outra evidência do seu sucesso. Acima de tudo, seus veículos elétricos já estão em serviço em mais de 70 países, abrangendo todos os 6 continentes há mais de uma década.

Camaçari
Vista aérea da fábrica da BYD em Camaçari. Fonte: Google Earth

Veículos corporativos

Atualmente, no Brasil, a BYD oferece os seguintes modelos de veículos para frotistas:

D1

É uma minivan elétrica especificamente para serviços de transporte executivo de passageiros. É o resultado de uma colaboração entre a BYD e a Didi Chuxing. Antes de tudo, o BYD D1 apresenta um interior espaçoso, uma porta deslizante, um porta-malas grande e uma gama de funções inteligentes que melhoram a segurança e o conforto de motorista e passageiros.

O D1 é alimentado pela bateria Blade da BYD, que possui alta densidade de energia, ciclo de vida longo e baixo risco de fuga térmica. O BYD D1 pode viajar até 258 quilômetros com uma única carga e pode ser totalmente carregado em 50 minutos usando um carregador rápido. O BYD D1 também suporta carregamento bidirecional, a fim de fornecer energia a outros dispositivos ou veículos em caso de emergência.

Leia também:

Grupo Sipal é o novo distribuidor Noma do Brasil no Mato Grosso

eT3

O Furgão BYD eT3 é um veículo elétrico de carga para o transporte urbano. Com uma autonomia de até 170 km por carga, o Furgão BYD eT3, certamente, pode transportar até 808 kg de carga útil em um espaço de 3,3 m³.

eT7

O caminhão BYD eT7 12.220 é um caminhão médio multivocacional com PBT de 12 toneladas. A sua autonomia chega até 230 km. Por certo, as baterias de fosfato de lítio podem ser carregadas entre 2 e 3 horas, dependendo da capacidade do carregador. A potência do seu motor é de 160 kW (215 cv).

eT18 21.250

Outro caminhão elétrico da BYD é o semipesado eT18 21.250, com PBT de 21.000 kg. As baterias garantem autonomia de até 165 km. Além disso, o tempo de recarga é de 1h30 em carregador DC de alta potência.

Chassi de ônibus

A BYD produz chassis de ônibus em Campinas, como o D9F para fretamento e rodoviário de custa distância, com autonomia de até 300 km, sobretudo, os urbanos D9W, D9A, D9F, e os articulados D11A e D11B

Isenção de IPVA

Durante a cerimônia de lançamento da pedra fundamental das fábricas da BYD em Camaçari, nesta segunda-feira (9), o governador Jerônimo Rodrigues assinou um projeto de lei que será enviado para votação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), ademais, garantindo que os carros elétricos com valor de até R$ 300 mil ficarão isentos do Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA).

Para veículos acima desse valor, será fixado o percentual de R$ 2,5% para o IPVA, igual ao aplicado aos demais automóveis. Por fim, vale destacar que essa medida não se restringe aos veículos da montadora BYD, aplicando-se a qualquer automóvel elétrico, representando um estímulo significativo para a indústria de veículos sustentáveis.

Marcos Villela | LinkedIn

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui