segunda-feira, junho 24, 2024

Marcopolo Rail apresenta a nova solução para mobilidade pública: Prosper VLT Hybrid

A fabricante gaúcha apresenta o Prosper VLT Hybrid, uma solução sustentável para transporte urbano e intercidades. No Seminário VLT em São Paulo, destacando eficiência e versatilidade com motores diesel e elétrico

A Marcopolo Rail, unidade de negócios da Marcopolo S.A. especializada no desenvolvimento e produção de trens. Apresentou o Prosper VLT Hybrid durante o Seminário VLT — Mobilidade e Requalificação Urbana, realizado no último dia 16 de maio em São Paulo. O evento, promovido pelo Instituto de Engenharia, destacou soluções para o transporte e a requalificação urbana, sendo o Prosper VLT Hybrid uma das principais atrações.

O novo veículo híbrido da Marcopolo Rail combina motores diesel e elétrico, oferecendo uma alternativa sustentável e eficiente para o transporte urbano e intercidades.

“A Marcopolo Rail tem capacidade para desenvolver e produzir localmente modais ferroviários adequados à potencial demanda do mercado brasileiro e latino-americano. Existem diversas cidades brasileiras, como o Rio de Janeiro, São Paulo e Sorocaba, entre outras, estudando a implantação de novos ramais ferroviários, bem como a revitalização de ramais existentes. Ter à disposição um produto moderno, sustentável e produzido no Brasil é muito importante para o crescimento e a consolidação da indústria nacional de material rodante e sua cadeia de fornecimento no País”, comentou Petras Amaral Santos, gerente executivo da unidade de negócio.

Certamente, o Prosper Hybrid destaca-se pela versatilidade, conforto e segurança oferecidos aos usuários, além de seu design moderno e baixos custos de implantação e operação. O veículo possui um powertrain híbrido que inclui um motor elétrico de tração (gerador), baterias de íons de lítio, conversão de tração e um motor diesel com pós-tratamento dos gases de exaustão.

Projetado para operar bidirecionalmente, o Prosper Hybrid permite embarque em plataformas de 1,1 metro de altura e pode ser produzido nas bitolas métrica, standard e larga, conforme a demanda do cliente operador. Para garantir o conforto e segurança dos passageiros, o veículo conta com sistema de ar-condicionado com refrigeração e aquecimento, bem como, poltronas internas ergonômicas e uma completa gama de opcionais.

O Prosper Hybrid pode ser operado de três formas distintas: utilizando apenas o motor elétrico, apenas o motor diesel ou a combinação dos dois sistemas. Além disso, seu powertrain inclui um motor diesel com 315 kW de potência (a 1.800 rpm), equipado com sistema de pós-tratamento de gases de escape SCR e tanque de ureia, além de um motor elétrico com potência máxima de 400 kW.

O veículo também possui um gerador de partida especialmente desenvolvido, que pode funcionar como gerador ou motor elétrico, e um conversor de frequência que regula o fluxo de energia entre a bateria e o motor/gerador, permitindo a adaptação do modo de operação conforme o perfil da via. Durante a frenagem, a energia cinética é convertida em energia elétrica e armazenada na bateria, reutilizada para partida e movimentação no modo 100% elétrico.

VLT no Brasil

A rede brasileira de transporte de passageiros sobre trilhos já conta com cerca de mil quilômetros. Além disso, está havendo um crescimento do trecho do VLT da Baixada Santista. Atualmente, o Brasil conta com o VLT em cidades, como

  1. VLT da Baixada Santista: Liga as cidades de Santos e São Vicente, na Baixada Santista. É elétrico e conta com trens produzidos pela Vossloh.
  2. VLT do Rio de Janeiro: Percorre o Centro e o Porto da cidade, conectando redes de transporte metropolitano, aeroporto, rodoviária e terminal de cruzeiros.
  3. VLT de João Pessoa: Interliga os municípios de Santa Rita, Bayeux, João Pessoa e Cabedelo, transportando uma média de 11,6 mil passageiros por dia.
  4. VLT de Teresina: Embora chamado de “Metrô de Teresina”, é um VLT a diesel com 13,5 km de extensão.
  5. VLT de Maceió: Conta com VLTs a diesel da Bom Sinal, interligando os municípios de Maceió, Satuba e Rio Largo.
  6. VLT de Natal: Com trens semelhantes aos de Maceió e João Pessoa, interliga os municípios de Ceará Mirim, Extremoz, Natal e Parnamirim.
  7. VLT de São Paulo: Com o VLT do Corredor Tiradentes com trajeto de 9,6 km e conecta o Terminal Parque Dom Pedro II ao Terminal Sacomã, passando por pontos importantes como o Mercado Municipal e a Avenida do Estado. Aliás, a cidade também planeja a implementação de um VLT no centro da cidade. O projeto, chamado de “Bonde São Paulo”, prevê duas linhas que juntas teriam 12 km de extensão. A saber, essas linhas ligarão várias estações do Metrô e CPTM, além de terminais de ônibus.

Nos siga no LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui