quarta-feira, julho 24, 2024
- Publicidade -

Hyundai XCIENT Fuel Cell é lançado nos EUA

- Publicidade -

A Hyundai começou a vender caminhões movidos a hidrogênio nos Estados Unidos, após entrar nos mercados da Suíça e da Alemanha. Bem como, agora, eles apresentaram o XCIENT Fuel Cell, um cavalo mecânico da Classe 9 (pesado para longas distâncias) 6×4, que pode percorrer 724 km e ser reabastecido em 30 minutos. O modelo vendido nos Estados Unidos é o mesmo que é comercializado nos mercados europeus.

Nesse sentido, o caminhão conta com dois sistemas de célula de combustível de 90 kW construídos pela Hyundai. Eles fornecem energia para um motor de 350kW (475,9 cv) que produz até 2.237 Nm de torque. O excesso de energia gerado pelas células de combustível é armazenado em uma bateria de 72 kW.

O lançamento do XCIENT Fuel Cell nos EUA segue o plano da implantação em outros mercados globais. Ao mesmo tempo, a Hyundai planeja alavancar parcerias para estabelecer uma cadeia de valor de veículos a hidrogênio e fornecer uma prévia de um projeto de logística limpa.

Ecossistema de hidrogênio

Logo depois, a empresa também apresentou sua visão para um ecossistema integrado de hidrogênio. Desde a produção até o armazenamento, transporte e entrega do hidrogênio, com o objetivo de alcançar a neutralidade de carbono.

“Martin Zeilinger, chefe de veículos comerciais da Hyundai, afirmou que a Hyundai é uma líder mundial em hidrogênio, com mais de duas décadas de experiência. Ele destacou que os veículos movidos a célula de combustível estão em operação em diversos setores, como o de cargas, e estão demonstrando alta eficiência e durabilidade.”

Primeiro do mundo

O XCIENT Fuel Cell é o primeiro caminhão elétrico movido a hidrogênio do mundo, desenvolvido pela Hyundai Motor Company na Coréia do Sul. Bem como, ele combina a eficiência e a sustentabilidade do hidrogênio com o desempenho e a confiabilidade de um caminhão pesado de classe 8. O XCIENT Fuel Cell está em operação em vários países, incluindo Alemanha, Suíça, Israel e Nova Zelândia, e agora está pronto para o mercado norte-americano.

A Hyundai está investindo na indústria do hidrogênio na China, onde construirá uma fábrica de sistemas de células de combustível em Guangzhou. A fábrica produzirá, inicialmente, 6.500 sistemas de células de combustível por ano e visa aumentar a capacidade de acordo com a demanda do mercado.

A Hyundai também planeja promover o desenvolvimento de um ecossistema de hidrogênio limpo por meio de um ‘Waste-to-Energy’. Trata-se da produção de hidrogênio usa o biogás extraído de resíduos orgânicos, como restos de comida, esterco de gado e lodo de esgoto. Diversas indústrias, incluindo transporte, construção e geração de energia, aplicam o hidrogênio limpo.

A Hyundai está demonstrando o conceito de negócios com um governo coreano local e revisando a expansão da demonstração para cidades fora da Coréia.

Leia também: Volvo Trucks Desisti De Produzir Caminhões Na China

Ônibus

Um dos maiores avanços dos últimos anos foi o desenvolvimento de ônibus movidos a hidrogênio, que usam células combustíveis para alimentar motores elétricos. Esses ônibus não emitem poluentes, apenas vapor d’água, e contribuem para a redução das emissões de gases de efeito estufa.

A Coreia do Sul foi um dos primeiros países a lançar ônibus com célula de combustível em 2019. Atualmente, o país conta com mais de 330 veículos desse tipo em operação. A Coreia também é líder na produção de caminhões com célula de combustível.

Em outubro de 2020, a Hyundai anunciou que os caminhões XCIENT na Suíça se tornaram os primeiros caminhões com célula de combustível do mundo a atingir mais de 6,4 milhões de km de uso no mundo real.

No Brasil

Nosso País investe na tecnologia do hidrogênio para o transporte público. Em 2006, lançaram o Projeto Ônibus Brasileiro a Hidrogênio. Ele consistiu na aquisição, operação e manutenção de até quatro ônibus com célula a combustível a hidrogênio. Testaram eles no Corredor Metropolitano ABD (São Mateus – Jabaquara), no ABC paulista.

A EMTU/SP coordenou o projeto e contou com recursos do Global Environment Facility (GEF) por meio do Programa das Nações Unidas. Como resultado, o ônibus brasileiro trouxe uma novidade mundial. Ele é híbrido. Desta forma, ele funciona com células a combustível de hidrogênio e baterias recarregáveis, com recuperação de energia.

O ônibus a hidrogênio é uma alternativa sustentável e eficiente para o transporte coletivo. Ele pode contribuir para a melhoria da qualidade do ar e da saúde da população. Desta forma, é uma oportunidade para o desenvolvimento tecnológico e econômico do Brasil, que pode se tornar um exportador de veículos com essa tecnologia.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Últimas notícias
você pode gostar:

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui