domingo, maio 19, 2024

ELECTROLUX USA CAMINHÃO MOVIDO A ENERGIA SOLAR PARA REDUZIR EMISSÕES DE CO₂ EM SÃO PAULO

O Electrolux Group, fabricante de eletrodomésticos, está investindo em soluções para diminuir o impacto ambiental de suas operações. Após implantar a entrega com bicicleta para produtos menores, a empresa começou a utilizar em sua frota de São Paulo um caminhão movido a energia solar, que não emite gases poluentes, como o CO₂.

O caminhão é fruto de uma parceria com a empresa Hitech Electric e gerenciada pela transportadora Ecolog. Ele possui uma bateria que pode ser recarregada em tomadas comuns ou por meio de uma placa fotovoltaica instalada no veículo. O caminhão tem autonomia de até 280 km e ganha 20% a mais de autonomia quando exposto à luz solar por cerca de 10h a 12h.

Entregas urbanas

O modelo é inédito e a expectativa é realizar pelo menos 450 entregas mensais com o caminhão solar, o que representará uma redução de 18,75 toneladas de CO₂ anuais.

Segundo Fernando Keske, diretor de Sustentabilidade em Operações para o Electrolux Group América Latina, disse que “o uso de um veículo movido a energia solar vai ao encontro de nossos compromissos públicos em sustentabilidade”.

A iniciativa é importante porque o setor de transportes é um dos principais responsáveis pelas emissões de gases do efeito estufa nas grandes cidades. Conforme o estudo “Economia Circular — Cidades do Futuro e Descarbonização”, o setor de transportes foi responsável por 62% das emissões em São Paulo (dados de 2018) e 35% no Rio de Janeiro (dados de 2019).

Frota elétrica

Além do caminhão solar, o Electrolux Group conta com outras ações para reduzir as emissões de CO₂ em sua logística. A empresa utiliza sete caminhões elétricos nas frotas de São Paulo e Curitiba, que reduziram as emissões em 195,6 toneladas desde 2021. A empresa também utiliza bicicletas para entregar produtos de menor porte, que reduziram as emissões em mais de 100 kg.

A empresa também utiliza empilhadeiras elétricas em seus armazéns, que reduziram as emissões em 70% na América Latina, equivalente a cerca de 500 toneladas de CO₂. Essas iniciativas auxiliaram a empresa a alcançar a meta de redução nas emissões absolutas de carbono do Grupo (diretas e indiretas em operações — escopos 1 e 2) em 82% em relação a 2015 — atingindo a meta três anos antes do previsto.

Saiba mais: O triciclo Piaggio Apé Cargo para a logística urbana

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui