quarta-feira, maio 22, 2024

Caminhões assumem mais tarefas de tratores no agronegócio, diz Volvo

No agitado cenário do agronegócio brasileiro, onde a eficiência e a produtividade são vitais, produtores rurais estão encontrando uma solução inovadora para a aplicação de insumos agrícolas, como fertilizantes e calcário substituindo tratores por caminhões customizados.

Os caminhões Volvo VMX MAX, lançados na linha 2023, estão se destacando como uma alternativa eficiente e flexível para essa tarefa. Com mais de 30 unidades já comercializadas para esse tipo de operação, esses veículos têm se tornado um aliado indispensável para o setor.

Leia também:

Fetranslog 2023: a maior feira de logística do Sul do Brasil

Lógico que os tratores formam as principais frotas de trabalho nas fazendas do agronegócio. Um trator tem a vantagem de ser mais adaptável a diferentes tipos de terreno e de solo, podendo trabalhar em áreas irregulares, inclinadas ou com obstáculos. Um trator tem a possibilidade de ser equipado com diversos tipos de implementos agrícolas, como arados, grades, semeadoras, pulverizadores e colheitadeiras, aumentando a sua versatilidade e produtividade.

Por outro lado, um trator tem a desvantagem de ter um custo operacional mais alto, pois consome mais combustível e requer mais manutenção do que um caminhão. Por isso, em determinadas operações, os caminhões estão assumindo mais funções no agronegócio, como os vários exemplos que temos da Grunner, empresa que faz a customização de caminhões automatizados para as fazendas produtoras de cana de açúcar.

Operação Fora de Estrada

Os caminhões Volvo VMX MAX são especialmente projetados para operações fora de estrada e vêm sendo encomendados pelos produtores para implementação com o distribuidor de insumos Hercules 24000 C da Stara, empresa especializada em máquinas, implementos agrícolas e softwares para a agricultura de precisão.

O Hercules 24000 C é responsável por percorrer as linhas de plantação, distribuindo corretivos como calcário, gesso agrícola, fertilizantes e sementes. Além disso, o implemento pode ser equipado com sistema de telemetria e controlador, oferecendo diversos tipos de visualizações em uma única tela para um controle preciso da operação.

Eficiência

O grande destaque desses caminhões está na substituição dos tratores nas operações de aplicação de insumos. O Hercules 24000 C é capaz de operar em velocidades que variam de 4 a 18 km por hora, assim como,  permitir um trabalho eficiente em até 1.200 hectares por dia, mesmo em operações contínuas de 24 horas. Essa eficiência simplesmente não é alcançada com o uso de tratores. Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas de caminhões da Volvo, destaca que “o ciclo de operação como um todo é muito mais eficiente”.

Os Volvo VMX MAX desempenham uma dupla função, transportando e aplicando os insumos, tornando-os versáteis para atender várias propriedades rurais de um mesmo dono, empresa ou cooperativa. Isso, a fim de ser uma solução mais econômica, produtiva e rentável para os produtores, elevando o desempenho do agronegócio brasileiro.

A força do agronegócio

O agronegócio brasileiro é um dos mais pujantes do mundo. O Brasil ocupa a posição de quarto maior produtor de grãos globalmente. Responde por cerca de 8% da produção mundial, atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. O país é, afinal, líder na produção e exportação de commodities agrícolas, como soja, açúcar, café e milho, representando metade do mercado global em muitos desses setores.

O sucesso do agronegócio brasileiro, certamente, se deve em grande parte ao uso intensivo de tecnologia. Segundo pesquisa da McKinsey & Company, com mais de 47% dos produtores brasileiros adotando tecnologias de alta precisão em suas atividades. Entre elas, softwares, Internet das Coisas, GPS e gerenciamento de dados.

Volvo VMX MAX

Com uma história de duas décadas, por certo, o caminhão Volvo VM é conhecido por sua flexibilidade. Na linha 2023, ele foi lançado com os novos motores D8K, fabricados pela própria Volvo e em substituição aos da MWM. São até 10% mais econômicos do que a geração anterior. Além disso, os veículos receberam a opção de caixa I-Shift de 7ª geração. Ela é a mesma que equipa os caminhões pesados da Volvo, como a família FH.

A versão VMX MAX 6×4 tem capacidade de PBT de 34 toneladas. São duas a mais que seu antecessor, e é equipada com um motor de 360 cv e, ademais, freio motor VEB de 300 cv. Com chassi duplo reforçado e suspensão robusta, essa máquina se apresenta, sobretudo, como a escolha para os produtores rurais. O objetivo, por fim, é buscar eficiência e produtividade na aplicação de insumos agrícolas, contribuindo para o sucesso contínuo do agronegócio brasileiro.

Nos siga no LinkedIn!

- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui