quarta-feira, maio 22, 2024

BRASPRESS APOSTA NO CRESCIMENTO DO COMÉRCIO ENTRE BRASIL E BOLÍVIA

O comércio entre Brasil e Bolívia em 2022 foi de US$ 4,9 bilhões, com um saldo comercial positivo para o Brasil de US$ 4,7 bilhões. É dentro deste cenário que a Braspress Transportes Internacional (BTI) deu mais um passo na expansão das suas atividades e além de atender os países do Mercosul (Mercado Comum do Sul), passou a operar junto à Bolívia, a partir de 1º de setembro passado.

As exportações brasileiras para a Bolívia somaram US$ 4,2 bilhões, com crescimento de 24,6% em relação a 2021, e as importações brasileiras da Bolívia atingiram US$ 0,7 bilhão, com crescimento de 37,2%.

As perspectiva de comércio entre os dois países são positivas já para este ano, após o acordo recém-firmado entre a Receita Federal do Brasil e a Aduana Nacional da Bolívia para ampliar o comércio.

 Na América do Sul

A BTI iniciou as suas atividades de transporte na América do Sul em 2016, quando começou com Argentina e posteriormente, partiu para Paraguai e Uruguai nos dois sentidos. Agora com a Bolívia, a expectativa para novos negócios é extremamente positiva, segundo o Diretor-Presidente da Organização, Urubatan Helou.

“Em 46 anos de Braspress, nós nunca nos estagnamos! Sempre visamos subir o sarrafo para testar nossas capacidades e angariar novos níveis do nosso negócio e agora com a operação da BTI na Bolívia, é uma nova chance de mais uma vez inovarmos e dar exemplo com o ampliação do nosso trabalho”, comentou o CEO.

Urubatan Helou durante a recente inauguração da sala de amamentação no Planeta Azul, matriz da Braspress. A empresa conta com 40% de mulheres no quadro de colaboradores

Com um escritório físico em Santa Cruz de La Sierra e uma equipe dedicada ao atendimento e desembaraços fiscais locais. Todas as cidades bolivianas serão atendidas pela malha operacional da BTI, com o apoio de 160 veículos com capacidade de 106 m³, 18 toneladas e 60 pallets PBR, atuando no formato de embarque LTL (fracionado) e exportação FTL (lotação).

Conheça o triciclo Piaggio Apé Cargo para entregas urbanas

Tratados entre Brasil e Bolívia

Tratando-se de América do Sul, o Brasil é o maior exportador para a Bolívia e a Companhia não poderia deixar de levar isso em consideração, conforme o Gerente Nacional de Vendas e da BTI, Leonardo Porto.

O comércio entre Brasil e Bolívia é regulado por vários acordos bilaterais e regionais. Decerto, o Acordo de Complementação Econômica n.º 36 (ACE-36), que estabelece uma zona de livre comércio entre os dois países. Outro é o Acordo Energético Brasil-Bolívia, que prevê a compra e venda de gás natural até 2026. Assim, da mesma forma, o Mercado Comum do Sul (Mercosul), do qual a Bolívia é um Estado associado.

Os principais produtos exportados pelo Brasil para a Bolívia são manufaturados, como automóveis, máquinas e equipamentos, produtos químicos e alimentos. Ademais, o s principais produtos importados pelo Brasil da Bolívia são matérias-primas, como gás natural, minérios e soja. 

Ademais, além do comércio, Brasil e Bolívia mantêm uma cooperação em diversas áreas, como infraestrutura, energia, saúde, educação, cultura e defesa. Enfim, os dois países também compartilham uma fronteira de mais de 3 mil quilômetros, com interesses comuns na preservação da Amazônia.

Braspress no Brasil

Nacionalmente, por fim, a Braspress dispõe de 116 filiais. Por fim, distribuímos estrategicamente essas unidades por todo o Brasil. A frota é de 3.090 veículos de coleta, transferência e distribuição.

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui