quarta-feira, maio 22, 2024

BorgWarner IMPULSIONA PRODUÇÃO DE SISTEMAS DE BATERIAS EM PIRACICABA

Segundo o Anuário da Indústria Automobilística Brasileira 2023, publicado pela Anfavea, a frota de caminhões e ônibus elétricos no Brasil acumulada até 2022 era de 1.461 unidades, sendo 397 ônibus 1.064 caminhões. A frota ainda é muito pequena, representando menos de 0,10%. Porém, com os investimentos em novas linhas de produção no Brasil em andamento pela Mercedes-Benz, Volvo, Marcopolo, Volkswagen Caminhões e Ônibus, BYD, GWM e Higer, os números devem crescer bastante nos próximos anos. O futuro justifica o investimento da BorgWarner em Piracicaba (SP).

Atualmente, a dependência de importação de componentes, principalmente, de baterias é gigantesca e em um cenário de logística e geopolítico internacional bastante complexo. Diante isso, o investimento na industrialização interna é fundamental. Desde fevereiro deste ano, a BorgWarner tem investido na produção de sistemas de baterias em sua fábrica localizada em Piracicaba (SP).

Nos siga no LinkedIn!

Precisa-se de fornecedores

Com planos ousados de expansão nessa área, a empresa está em busca de novos fornecedores para ampliar a nacionalização das baterias.

“Estamos preparados para atender rapidamente às demandas das montadoras, graças ao espaço reservado para futuras expansões”, afirma Marcelo Rezende, diretor-geral de sistemas de baterias da BorgWarner no Brasil.

Nos próximos cinco anos, a BorgWarner almeja um aumento de cerca de 20 vezes no faturamento da planta de Piracicaba. A empresa também planeja quadruplicar o número de funcionários e atingir a montagem completa dos sistemas de baterias no Brasil, incluindo a produção das próprias baterias.

A fábrica, situada em um terreno de 33 mil m², com 10 mil m² de área construída e 2,3 mil m² de área fabril, é uma das quatro instalações da BorgWarner globalmente, com outras unidades nos Estados Unidos e na Alemanha.

Atualmente, a fábrica de Piracicaba produz o Sistema de Gerenciamento da Bateria (BMS), módulos de conexão entre as baterias (Junction box), a Unidade de Recarga de Corrente Direta (DCCU) e a Unidade Eletrônica de Controle (EDCU).

Capacidades

A Mercedes-Benz foi a primeira cliente da BorgWarner no Brasil, equipando seus ônibus elétricos com as baterias da marca. Agora, a Volvo está em negociações para também se tornar cliente local da empresa. Em breve, a Volvo começa a produção em série do ônibus elétrico BZL na fábrica de Curitiba (BZL).

Os sistemas de baterias produzidos em Piracicaba possuem alta densidade energética, necessária para veículos comerciais, principalmente, os pesados. A bateria da BorgWarner foi projetada para aplicações intensivas de energia, operando a até 665 volts e armazenando 98 kWh de energia.

A capacidade de armazenamento dos produtos fabricados é um indicador crucial da capacidade produtiva da fábrica. Atualmente, a capacidade em Piracicaba é de 500 MWh (Megawatt-hora) de energia. Isso é suficiente para alimentar um bairro com 250 casas por um ano ou permitir que um ônibus percorra 300 mil km continuamente em trajeto urbano.

- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui