domingo, maio 19, 2024

As 5 opções de chassi cabine 2023 para transporte urbano com CNH categoria B

Apresentamos de forma objetiva os modelos de chassi cabine que possuem PBT de até 3.500 kg e podem ser conduzidos com CNH categoria B. Nesse sentido, mostramos as principais informações das fichas técnicas e preços atualizados em maio de 2023.

Ao passo que, as pessoas têm usado o chassi cabine por sua versatilidade em poder suportar diferentes tipos de baús ou outros tipos de implementos.

A legislação e a categoria

E as vantagens de pertencerem à categoria de caminhonete são muitas, mostrando-se muito eficientes em diversas atividades da logística urbana. São elas: não há as mesmas restrições de circulação dos caminhões, apenas a mesma de rodízio dos automóveis e dependendo da cidade. Bem como, estacionar nas mesmas vagas de automóveis, valor de pedágio e demais regras dos automóveis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) serem as mesmas dos automóveis. A exceção deve ser observada para o tipo de atividade. Se o carro será emplacado com placa comum (atividade para uso pessoal ou negócio próprio) ou placa vermelha (atividade remunerada para terceiros).  

Vale lembrar que não basta ter apenas a CNH B. Portanto, é necessário que tenha a sigla “EAR” inscrita na habilitação. Ela significa que o motorista “Exerce Atividade Remunerada”. É uma observação que deve ser incluída na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de todos que prestam serviços de transporte. E sejam pessoas, cargas ou valores, para pessoas físicas ou jurídicas. Isso obriga o exame psicológico em todas as renovações da CNH, não só na primeira habilitação, como é para todos os iniciantes. Na categoria B, ainda, não é necessário o exame toxicológico. Este exame é obrigatório para as categorias C, D e E. 

Em seguida, a apresentação dos modelos seguem a ordem alfabética do nome da marca. Consideramos abaixo apenas os modelos que atendem a legislação ambiental Proconve L7, equivalente a Euro 6. Portanto, modelos produzidos em 2022 Euro 5, não entraram na lista, com o Foton Minitruck 3.5-11 ST e Hyundai HR. Confira abaixo as opções de chassi cabine Euro 6:

Iveco Daily 30-160 City / 35-160

chassi cabine

Motor: FPT F1C Max 3.0 — Potência: 160 cv @ 3.500 rpm — Torque: 380 Nm @ 1.600 ~ 2.900 rpm — Transmissão: Eaton ZF 6S 480 VO de 6 marchas manuais — Freios: hidráulico, freio a disco em todas as rodas com ABS + EBD. Sistemas auxiliares de segurança: controle de partida em rampa, de estabilidade, aumento da pressão nos freios, aumento da pressão nos freios traseiros após o ABS entrar em ação no eixo dianteiro. Segue com controle de rolagem, detecção da distribuição de carga e da presença de reboque — Suspensão: Suspensão independente do tipo duplo A com barras de torção longitudinais de diâmetro 31 mm e barra estabilizadora com diâmetro de 22 mm. Amortecedores telescópicos hidráulicos de dupla ação / Streparava Quadtor (dianteira) e Mola parabólica de simples estágio, com 60 mm de largura e 2 lâminas  (traseira).

Tipo de chassi: Escada com Longarinas planas com perfil “C” e travessas tubulares ou planas rebitadas Dimensões do perfil 172 x 66 x 5 mm — Tração: traseira — PBT técnico / homologado: 3.900 kg / 3.500 kg para o 30-160 City e 4.400 kg / 3.500 kg para o 35-160 — Capacidade de carga útil técnica / legal: 1.910 kg / 1510 kg para o 30-160 — Preço: Ainda não informado para o 30-160 / R$ 287.521 para o 35-160, fonte do preço: Fipe.

Kia Bongo 2500

cabine chassi

Motor: 2.5 L Turbodiesel Intercooler — Potência: 130,5 cv @ 3.800 rpm — Torque: 260 Nm @1.500 ~ 3.500 rpm — Transmissão: manual, de 6 velocidades — Freios: a disco na dianteira e a tambor na traseira com ABS e EBD — Suspensão dianteira: independente com barras de torção, barra estabilizadora e amortecedores a gás — Suspensão traseira: eixo rígido com feixe de molas semielípticas e amortecedores a gás — Sistemas auxiliares de segurança: não possui — Tipo de chassi: longarinas de aço estampado com perfil retangular (duplo “C”), travessas tubulares e cabine em chapa de aço estampado — Tração: traseira 4×2 ou 4×4 — PBT técnico / homologado: 3.392 kg / 3.392 kg — Capacidade de carga útil técnica e legal: 1.812 kg / 1.812 kg — Preço: R$ 163.058 (4×2) e R$ 164.993 (4×4), fonte do preço: Fipe. 

Mercedes-Benz Sprinter 315 CDI Street

chassi cabine

Motor: OM 654 CDI, turbodiesel e 2,0 litros — Potência: 150 cv @ 3.800 rpm — Torque: 340 Nm @1.500 ~ 2.400 rpm — Transmissão: ZF 6S 480, manual, de 6 velocidades — Freios:  Freio hidráulico a disco em todas as rodas, com discos frontais autoventilados com ABS e EBD — Suspensão dianteira:  Independente com molas transversais parabólicas, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora — Sistemas auxiliares de segurança: programa eletrônico de Estabilidade Adaptativo 9i, assistente ativo de frenagem, assistente de vento lateral, luz diurna e de freio adaptativa —  Suspensão traseira: Eixo rígido com feixe de molas semielípticas e amortecedores a gás —

Tipo de chassi: Longarinas de aço estampado com perfil retangular (duplo “C”), travessas tubulares e cabine em chapa de aço estampado — Tração: traseira — PBT técnico / homologado: 3.500 kg / 3.500 kg — Capacidade de carga útil técnica e legal: 1.567 kg / 1.567 kg — Preço: R$ 256.188, fonte do preço: Fipe. Leia mais sobre a Sprinter 315.

Renault Master

chassi cabine

Motor: M9T GEN4 AdBlue — Potência: 136 cv @ 3.500 rpm — Torque: 360 Nm @ 1.500 rpm. Transmissão: 6 marchas manuais. Freios: hidráulico, freio a disco em todas as rodas com ABS + EBD. Sistemas auxiliares de segurança: controle de tração, partida em rampa, estabilidade, auxílio de carga e de reboque, assistente de frenagem urgente, para mitigar capotamento, contra vento lateral e luz diurna. Suspensão: tipo MacPherson, com braço inferior retangular, barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos telescópicos no eixo dianteiro. No eixo traseiro, o sistema é com travessas longitudinais semielípticas de lâminas em aço e amortecedores hidráulicos telescópicos (traseira). Tração: traseira — PBT técnico / homologado: 3.500 kg / 3.500 kg — Preço: R$ 193.881, fonte: Fipe. 

VW Delivery Express

Motor: FPT F1C 3.0 — Potência: 156 cv a 3.300 rpm — Torque: 360 Nm @ 1.300 ~2.900 rpm. Transmissão: Eaton ESO 4106A de 6 marchas manuais, com câmbio no painel e de fácil engate. Freios: hidráulico, freio a disco em todas as rodas com ABS + EBD.

Sistemas auxiliares de segurança:  ATC (controle de tração) + HSA (auxílio de partida em rampa) + ESC (controle de estabilidade eletrônica). Suspensão: independente com molas helicoidais e amortecedores, hidráulicos telescópicos de dupla ação. Barra estabilizadora de série (dianteira) e eixo rígido, molas parabólicas com duplo estágio, amortecedores hidráulicos de dupla ação. Barra estabilizadora de série (traseira).

Tração: traseira. PBT técnico / homologado: 3.500 kg / 3.500 kg. Capacidade de carga útil técnica e legal: 1.335 kg (entre-eixos de 3.000 mm) / 1.225 kg (entre-eixos de 3.600 mm) — Preço: R$ 312.900.

Siga o Frota News também no LinkedIn!

Marcos Villela Hochreiter
Marcos Villela Hochreiterhttps://www.frotanews.com.br
Sou jornalista no setor da mobilidade desde 1988, com atuações em jornais, nas áreas de comunicação da Fiat e da TV Globo, como editor da revista Transporte Mundial entre 2002 e maio de 2023, e com experiência em cobertura na área de transporte no Brasil e em cerca de 30 países. Representante do Brasil como membro associado do ITOY (International Truck of the Year), para troca de experiências e conteúdos jornalísticos. Mais, recente começou como colaborador do corpo docente na Fabet (entidade educacional sem fins lucrativos).
- Publicidade -
Últimas notícias
você pode gostar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui